Busca rápida X


Blog

2 outubro, 2015

Soluções criativas para enfrentar a crise

Crise econômica. Essa é uma expressão que você deve estar ouvindo muito por aí, não é? Esse contexto começou a vir à tona no final de 2013. Mas, de que forma essa crise está afetando os negócios em Ijuí, por exemplo?

Segundo o Consultor Empresarial, Fabrício Ramires Barbosa, da Cogest Advice Desenvolvimento Empresarial, no interior, existe uma espécie de delay, ou seja, o que ocorre em grandes centros em termos de tendências, ocorre depois de algum tempo aqui. “Resumidamente, o que se identifica localmente é que quanto mais acirrado o momento de crise, mais as organizações empresarias despreparadas e sem profissionalismo em sua gestão serão assoladas e ficarão à mercê de um mercado concorrencial e seletivo”, explica o consultor. Para ele, entre as consequências mais imediatas da crise, são índices elevados de inflação, aumento paulatino de impostos, retração do consumo e restrição severa de crédito. As empresas precisam estar atentas a isso e planejar seu negócio com base nesses índices.

A partir da análise desse cenário, o consultor destaca algumas dicas para auxiliar as empresas nesse momento:

Tenha um excelente planejamento: É fato que em momentos de crise o que acontece é uma retração no consumo, as empresas despreparadas e mal planejadas é que estão suscetíveis a sentirem o impacto de uma turbulência mercadológica como é característico em momentos de crise. Assim sendo, a primeira dica é: “muita calma nessa hora”, como diriam os mais antigos, “calma e água com açúcar não fazem mal a ninguém”, pois acredito que em momentos de desespero e desânimo, gestores são obrigados a tomarem decisões que fogem do planejamento. É por isso que ter um planejamento bem estruturado, organizado de forma que contemple todas as faces da gestão, com uma bela análise estratégica e com objetivos claros pra toda equipe da empresa, inclusive para empresas parceiras, é vital.

Aposte na inovação: Outro elemento que faz e fará muita diferença, diz respeito à forma e a importância que empresas darão à inovação, quer seja como diferencial competitivo, quer seja como novas formas de se fazer as mesmas coisas. Ou melhor, como a empresa se preparou processualmente para organizar seu potencial de criar, de mudar e de se reinventar como negócio, que tipos de ferramentas são utilizadas para se gerar valor em seus serviços e produtos? O que remete para outra grande dica importante em termos de atitudes empresariais: os aspectos tecnológicos empregados. Que tecnologia é utilizada pela empresa, o que ela pensa sobre isso, como tem se apropriado das tecnologias existentes para se tornar uma empresa melhor? Em especial, faz parte de criar certa empatia com novas tecnologias, buscar na tecnologia os formatos diferenciados de comercialização, divulgação e principalmente de convívio com clientes, demonstrando suas capacidades e seus verdadeiros propósitos enquanto organização.

Conhecimento não ocupa espaço: Acredito que a máxima “conhecimento não ocupa espaço” prevalece nos dias de hoje, principalmente em se tratando de empresas, pois neste contexto de comunidade inovativa, de propósito e com valores que ultrapassam as questões financeiras, o conhecimento e a informação são bens preciosos. Ou seja, empresas que não criam identidade ou apenas estão voltadas para elementos como preço, ou o valor monetário das coisas, assim serão julgadas pelos seus clientes. Basta acompanhar o esforço de grandes corporações em campanhas com um apelo social, de melhoria da sociedade, de comprometimento com o individuo, de respeito e responsabilidade com o que fazem. Atrevo-me a afirmar que o investimento “da hora” é em conhecer as pessoas, entender seus pensamentos. É por isso que organizações empresariais, quer sejam locais, regionais ou mundiais necessitam estar abertas para ouvir o que seu público diz, entender, processar e aproveitar para criar um propósito em sua missão que venham a garantir o cumprimento de seu papel na sociedade.

Nesse sentido, outro ponto que também deve estar em pauta é quanto o investimento da empresa em comunicação e marketing. Afinal, na hora do aperto, muitas empresas optam por cortar esse investimento. Mas saiba que isso não vai trazer resultado nenhum, nem salvar a balança no final do mês, sendo o investimento em comunicação prioridade no atual contexto de mercado. “As pessoas avaliam as empresas como um todo, em especial pelos seus donos, pelo comprometimento que eles têm em relação ao meio em que vivem. A exigência mudou, as pessoas esperam encontrar lugares onde o conjunto da organização possua identidade com seus propósitos”, esclarece.

Ele defende que a sociedade espera mais de empresas do que somente operar com seu dinheiro. “A revolução que as compras online estão fazendo na sociedade está deixando muitos despreparados boquiabertas, pois além de não se prepararem pra isso ainda estão disputando preço, e não valor. Tem empresas que ainda estão tentando competir ao invés de aliar-se a essa nova realidade”.

Afinal, marketing é muito mais do que panfletagem. “Investir por investir não resolve mais, o que se tem que ter é um ‘Propósito com P maiúsculo’ que atenda as demandas da sociedade quer sejam de comprometimento com o ser humano, quer sejam de desenvolvimento da sociedade”, enfatiza o consultor Fabrício Barbosa.

É nesse sentido que vale pensar que nesse momento de conturbações econômicas, apostar em soluções criativas para a empresa é uma estratégia interessante para otimizar gastos e manter a empresa viva no mercado. Por exemplo, ações simples e criativas na comunicação interna, podem ser pensadas pra elevar a produtividade dos colaboradores e motivar a equipe. Ações alternativas e a um custo menor de publicidade também podem ser exploradas para dar visibilidade para o produto da empresa, gerar experiência no consumidor e relevância.

Afinal de contas, a frase de Charles Darwin, “Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas, o que melhor se adapta às mudanças”, cai perfeitamente nesse contexto. E nós, claro, podemos pensar junto com você em soluções criativas pra ajudar a sua empresa em todos os momentos.

Fonte: Agência Terra Vermelha / Cogest Advice – http://www.terravermelha.com/e_revista/62/solucoes-criativas-para-enfrentar-a-crise

Olá! Clique em um dos nossos representantes abaixo para ter atendimento online.

Atendimento Online pelo WhatsApp